Ressecamento Vaginal

Ressecamento vaginal: tudo que você precisa saber

O autoconhecimento e a perfeita harmonia entre corpo e mente têm se tornado uma obsessão da mulher moderna. O resgate da autoestima é um impulso a mais quando assunto é a sexualidade. O que antes era tabu, agora é visto com naturalidade e isso faz com que a mulher comece a se preocupar mais com a sua saúde íntima.

Um assunto recorrente quando se fala em intimidade feminina é o ressecamento vaginal. Você sabe o que é? Suas causas e tratamento? Não? Então, continue a leitura e aprenda tudinho com a Dermafeme.

O que é?

O ressecamento como o nome já diz, é a consequência da queda das taxas hormonais, em especial do estrogênio. Quando isso ocorre a mucosa “seca”, ou seja, há uma atrofia das células, resultando na diminuição da lubrificação. Apesar do incômodo, é muito mais comum do que se pensa e você não precisa entrar em pânico, se este é o seu caso.

Causas

Problemas hormonais

A flora vaginal precisa da produção do estrogênio para estimular as “bactérias do bem” a cumprirem a função de equilibrar o pH da região. E como já falamos, quando há alteração hormonal, o ressecamento pode aparecer. Esse desequilíbrio ocorre principalmente na menopausa, mas também podem surgir logo após o parto, na amamentação ou durante tratamento de endometriose.

Fatores externos e psicológicos

Muitas pessoas nem imaginam, mas uma rotina intensa e estressante pode influenciar na saúde íntima da mulher. Problemas familiares, profissionais e ansiedade tendem a diminuir a libido e a elevar a chance do ressecamento.

Remédios

Alguns medicamentos para tratamentos de resfriados ou alergias, que possuem anti-histamínicos, bem como os remédios para asma podem causar ressecamento das mucosas do corpo, inclusive na região íntima. O que acontece também em pacientes oncológicos, devido alguns tipos de quimioterapia e radioterapia. A falta de lubrificação também pode acontecer com mulheres que fazem uso de contraceptivos.

Infecções

A candidíase e outras infecções também podem causar alterações na flora natural da vagina, causando a secura.

Falta de estímulo sexual

Diversos fatores podem resultar na falta de excitação na hora do sexo, se forem descartadas todas as causas anteriores, é melhor ter uma conversa com seu parceiro sexual, a fim de descobrirem o motivo do desinteresse.

Como tratar?

A melhor maneira de dar adeus ao ressecamento vaginal é procurando ajuda médica, para que sejam descobertas as suas causas. O médico ginecologista poderá sugerir o tratamento com reposição hormonal ou uso de lubrificantes dermatologicamente testados, como por exemplo, o Lubrificante Dermafeme, livre de hormônios e formulado especialmente para o corpo da mulher.

Como vimos o ressecamento vaginal não é nenhum bicho de sete cabeças, entretanto, o assunto ainda esbarra na falta de interesse da mulher, que muitas vezes acredita que essa condição é normal.  A nossa dica pra você é: escolha por produtos amigos da sua saúde, escolha se cuidar, escolha Dermafeme.

Fontes:

https://www.tuasaude.com/secura-vaginal/

https://www.mulhercomsaude.com.br/saude-da-mulher/ressecamento-vaginal-conheca-as-causas-e-sintomas/

https://www.my-pharma.info/pt/sexualidade/disturbios-sexuais/secura-vaginal/

Deixe um comentário

Os comentários precisam ser aprovados antes da publicação.